Marketing

O que é Buyer Persona e porque devo criá-la?

Já dissemos aqui no blog que o Marketing de Conteúdo é hoje uma das estratégias mais eficazes para a divulgação de uma marca, produto ou serviço. E se você já entendeu que precisa investir nisso, saiba também que não existe estratégia de marketing de conteúdo que funcione sem uma buyer persona bem definida por trás.

Não sabe o que é buyer persona? Então esse post é pra você! Entenda o que é e porque você deve criá-la!

Buyer Persona: a personalização do seu público-alvo

O Marketing de conteúdo consiste em criar e divulgar conteúdos relevantes por meio dos múltiplos canais digitais (site, blog e redes sociais), como forma de consolidação, fortalecimento e aumento da visibilidade de uma marca. Nesta estratégia, o conteúdo é o veículo que constrói e alimenta a relação entre a sua empresa e o público-alvo e é através dele, em seus vários formatos (texto, imagens, vídeos, e-books, infográficos, webinars), que sua marca atrai novos visitantes e os cativa, convertendo-os em leads e, posteriormente, em clientes.

Para que essa estratégia realmente dê certo, é preciso criar conteúdo relevante, ou seja, conteúdo que seja interessante e útil para seu público, que ofereça alguma solução de valor a ele. Como fazer isso? Criando buyer personas.

Buyer personas nada mais são do que a personalização do seu público alvo. São personagens fictícios que reune as mais importantes características do seu público-alvo. Elas podem até mesmo ganhar nome e imagem como forma de facilitar a visualização pela equipe de marketing.

“Sandra, 35 anos, casada, empresária, mora em São Paulo, é dona de uma fábrica de roupas recém inaugurada, chefe de uma equipe de 5 funcionários, possui nível superior, vive uma rotina de trabalho corrida e tem como desafio divulgar sua marca. Busca uma solução de marketing completa e que caiba no seu bolso. Já tentou delegar a tarefa para membros da sua equipe, mas sem sucesso.”, eis a persona de uma agência de publicidade, por exemplo. E, apesar de sabermos que a Sandra não existe realmente, ela reúne características (problemas, objetivos, histórico, perfil) comuns ao público visado pela suposta agência. É para a Sandra que a equipe de marketing desenvolverá conteúdo.  Captou?

Uma buyer persona é uma ferramenta que orienta todo conteúdo produzido dentro da estratégia, aumentando as chances de ter um material verdadeiramente relevante e específico e que atraia o público ideal. Entenda que conteúdo relevante não é apenas um texto bem escrito, com um layout bonito, mas sim aquele material feito para pessoa certa, no momento certo, que atenda às necessidades reais dessa pessoa.

Criando uma buyer persona

Não basta saber o que é uma buyer persona para criá-la do jeito certo. Nesta hora, não cabem palpites e “achismos”, é preciso se embasar em metodologias bem definidas para elencar quais são as características, histórico e perfil destas personas. Como fazer isso? Pesquisando e sistematizando os dados colhidos!

Realizar pesquisas de mercado qualitativas e quantitativas é o primeiro passo do plano administrativo de qualquer novo negócio, e essas pesquisas serão muito úteis também nesta fase. Se sua empresa já possui clientes e já está em atuação no mercado, seus próprios clientes são sua melhor fonte de informações. Lance mão de entrevistas, enquetes (use e-mail marketing, redes sociais), analise o comportamento de compra desses clientes, examine as reclamações recorrentes, eleja alguns e entre em contato. Enfim, busque na própria fonte essas informações e foque em saber como seu produto pode ser útil para essas pessoas.

Você também pode realizar pesquisas etnográficas online e presenciais, indo de encontro ao cliente em potencial e conhecendo suas características. Faça isso com um grupo de pessoas e crie suas personas com base nas informações coletadas. Lembre-se que o objetivo da criação de personas é conhecer o perfil de consumo e as necessidades do seu público para produzir conteúdo que o interesse. Cuidado para não criar muitas buyer personas, isso pode gerar confusão ao invés de guiar a equipe. Comece com um, depois expanda para duas ou três personas, no máximo. Vamos começar?

Ainda tem dúvidas? Baixe grátis o ebook “Marketing de Conteúdo: Entenda o que é e como funciona” e saiba tudo sobre este assunto.

Recomendadas


Top