home »

Novembro azul na luta contra o câncer de próstata: Xô preconceito

Pacientes oncológicos e seus familiares participarão de evento promovido pelo Hemomed Instituto de Oncologia e Hematologia para chamar a atenção da opinião pública para a prevenção e o combate ao câncer de próstata

dino

O evento promove maior aproximação e conexão, pois pacientes participam juntamente com os nossos colaboradores, destaca Adelson Alves, presidente do Hemomed.

São Paulo, 09/11/2018 –

Trata-se de um evento promovido pelo Hemomed Instituto de Oncologia e Hematologia para chamar a atenção da opinião pública para a prevenção e o combate ao câncer de próstata.

Pacientes oncológicos e seus familiares participarão da ação, que promove uma tarde lúdica com palestras, música e atividades para cuidar da beleza e da autoestima. “Trata-se de um momento especial onde pacientes, familiares e equipe se integram em um só objetivo, conectados pelo esforço da cura e da busca pela qualidade de vida”, destaca Niolanda Dantas, diretora de comunicação do Hemomed.

O evento abre e fecha com a apresentação do acústico da banda de rock Wadenstroms , formada por três médicos oncohematologistas do Hemomed. Em seguida, os participantes assistem palestra do oncologista Hélio Pincwosky, que trata do câncer de próstata e dos novos avanços no tratamento.

O famoso atelier de alfaiataria Camargo, traz o próprio dono, o conceituado alfaiate João Camargo para falar sobre elegância e autoestima. E a Barbearia Bravus cortará cabelos e fará a barba dos pacientes, que também receberão mimos e lembranças da Natura.

Segundo Adelson Alves, presidente do Hemomed, a iniciativa faz parte da filosofia da empresa de oferecer um atendimento altamente humanizado e integrado com foco na qualidade de vida e no bem-estar do paciente. “Nossa equipe multidisciplinar está sempre conectada com o paciente e o evento promove maior aproximação, pois pacientes participam juntamente com os nossos colaboradores”, destaca o médico.

Data: 12 de novembro /2018 ( segunda-feira) das 14h30 às 17h30

Local: Av. Arnolfo de Azevedo, 108- Pacaembu

Novembro Azul

Inovações no diagnóstico e tratamento do câncer de próstata

O câncer de próstata é a segunda causa de mortes entre os homens no Brasil e no mundo

Novos e importantes avanços no diagnóstico e tratamento do câncer de próstata foram apresentados na Reunião Anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO), este ano em Chicado, EUA, reunindo mais de 32 mil profissionais da saúde de todos os continentes.

Segundo o oncologista Bruno Conte, do Hemomed Instituto de Oncologia e Hematologia, maior centro privado ambulatorial no atendimento privado do câncer no país, pesquisadores de instituições de Dublin, na Irlanda, e do Memorial Sloan Kettering Cancer Center, em Nova York, nos EUA, incorporaram à tradicional medição de PSA, o uso de sondas e técnicas de imagem como tomografia computadorizada, ressonância magnética e tomografias ósseas. Foi realizada uma revisão de todos os pacientes encaminhados pela instituição norte-americana, que passaram por exames de PET-CT e PSMA. O PET-CT é a fusão de dois exames conhecidos: o PET-scan (tomografia por emissão de pósitrons) com uma tomografia computadorizada.

Os exames de imagem foram realizados com o uso de uma substância farmacológica semelhante a um contraste, que é absorvida somente por células cancerosas, concentrando-se nos tumores. Dessa forma, é possível rastrear todo o corpo do paciente para identificar a existência de um câncer.

Os resultados permitiram um monitoramento mais eficaz e um tratamento efetivo, que mudou o tratamento dos pacientes e permitiu sua sobrevida.

No entanto, Bruno Conte explica que tais exames só devem aplicados em pacientes que, nos exames de controle, apresentam taxas elevadas de PSA.

Com a nova técnica diagnóstica- revela Conte- consegue-se detectar a localização de eventuais metástases do câncer de próstata. “Isso porque quando o PSA começa a subir, o médico se pergunta, por exemplo, se a recidiva está localizada na região da próstata, nos ossos, em linfonodos etc. O PET-CT de PSMA consegue discriminar onde está a doença, quando mostra uma alteração em alguma área do corpo, uma biopsia localizada pode comprovar que aquele é o local da recidiva, permitindo ao médico decidir se irradia localmente o tumor”, explica o oncologista do Hemomed.

Destaca o oncologista que é imprescindível que os homens realizem o teste do PSA e de toque uma vez por ano para detecção precoce da doença especialmente os que tem 50 anos ou mais e os que descrevem casos na família. Mas existem resistências dos homens em realizar o exame do toque retal por conta de machismo e preconceito.

Avanços no tratamento

A estimativa do Inca- Instituto Nacional do Câncer – é que o Brasil tenha 61 mil novos casos de câncer de próstata por ano. São 13 mil mortes por ano e no mundo são registrados 1,1 milhão de novos casos por ano com 300 mil mortes anualmente.

Foi aprovado recentemente pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a indicação terapêutica do Xtandi (enzalutamida), medicamento para o tratamento do câncer de próstata não metastático, resistente à castração. O remédio é comercializado na concentração de 40 miligramas (mg) em cápsulas gelatinosas.

A Anvisa informou que os estudos realizados pelo fabricante apontam que o Xtandi conseguiu a melhora na sobrevida do paciente livre de metástases. Os testes realizados indicaram que o Xtandi reduziu em 70,8 % o risco de agravamento da doença, comparado ao placebo. O efeito da enzalutamida aumentou a mediana de sobrevida livre de metástases em 36,6 meses, comparado àquela do grupo placebo, de 14,7 meses, uma diferença de 21,9 meses.

No Hemomed Instituto de Oncologia e Hematologia, são atendidos cerca de 10 mil casos de câncer de todos os tipos por mês, sendo que a incidência do câncer de próstata alcança 25 a 30% do total de pacientes.

Bruno Conte explica que o novo medicamento está sendo aplicado com sucessos nos paciente do Hemomed com alta resolubilidade e aumento da sobrevida e da qualidade de vida.

Website: https://www.hemomed.com.br/